noticias863 Seja bem vindo ao nosso site Jornal Voz do Piraqueaçu!

Meio Ambiente

Gandini quer análise semanal da qualidade da água nas praias do Estado

Projeto do deputado fiscaliza prefeituras para que essas façam testes e informem aos turistas e moradores se a água usada na natação, mergulho e lazer está livre de doenças.

Publicada em 10/01/24 às 15:12h - 87 visualizações

Assessoria de Comunicação


Compartilhe
Compartilhar a noticia Gandini quer análise semanal da qualidade da água nas praias do Estado  Compartilhar a noticia Gandini quer análise semanal da qualidade da água nas praias do Estado  Compartilhar a noticia Gandini quer análise semanal da qualidade da água nas praias do Estado

Link da Notícia:

Gandini quer análise semanal da qualidade da água nas praias do Estado
 (Foto: Divulgação - Secom Aracruz e Assessoria Parlamentar)

Férias, calor e praias lotadas. O cenário é perfeito para um refrescante banho de mar, certo? Mas como está a qualidade da água na praia que você frequenta? 


Para garantir mais transparência e evitar as doenças transmitidas pela água, um projeto de lei de autoria do deputado Fabrício Gandini (PSD) tramita na Assembleia Legislativa. Ele quer garantir a análise semanal da balneabilidade das praias, com a indicação da qualidade das águas usadas na natação, mergulho e lazer.


Para isso, o Projeto de Lei 5/2023 obriga as prefeituras a realizarem, de forma semanal, a análise de balneabilidade dos corpos d’água, que deverá classificar a qualidade das águas como próprias, impróprias ou interditadas, de acordo com os critérios e limites estabelecidos pela Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) nº 274, de 29 de novembro de 2000.


Pela proposta, o acesso às informações de balneabilidade das praias, situadas no litoral do Estado do Espírito Santo, deve ser assegurado a todo e qualquer cidadão pelos municípios costeiros em pontos localizados nas praias com maior concentração de banhistas. O objetivo é informar turistas e moradores sobre a real situação da qualidade da água naquele ponto.


Os municípios deverão afixar placas contendo as informações de balneabilidade nas praias aferidas, devendo constar, obrigatoriamente, a data da última análise realizada.


Os resultados das análises deverão, também, ser encaminhados ao Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), o qual também deverá disponibilizá-los em seu site. 


“Pela minha proposta, cabe ao poder público a obrigação de informar à coletividade sobre as condições de balneabilidade de praias de maneira mais transparente e in loco, zelando pela saúde pública e bem-estar da população”, avaliou Gandini.


 ALERTA 


O deputado alerta para a necessidade do banhista ficar atento e não entrar nas praias logo após períodos de chuvas, já que há o risco de contaminação com as águas impróprias.


Ao atingirem as águas das praias, corpos d'água contaminados por esgoto doméstico podem expor os banhistas a bactérias, vírus e protozoários. Crianças e idosos, ou pessoas com baixa resistência, são as mais suscetíveis a desenvolverem doenças ou infecções após terem nadado em águas contaminadas.


A doença mais comum associada à água poluída por esgoto é a gastroenterite. Ela ocorre em grande variedade de formas e pode apresentar um ou mais dos seguintes sintomas: enjoo, vômitos, dores de estômago, diarreia, dor de cabeça e febre. 


Outras doenças menos graves incluem infecções de olhos, ouvidos, nariz e garganta. Em locais muito contaminados, os banhistas podem estar expostos a doenças mais graves, como disenteria, hepatite A, cólera e febre tifoide.


Se for aprovado e virar lei, o projeto de Gandini entrará em vigor 90 dias após ser publicado no Diário Oficial.


Com informações da Assessoria de Comunicação do Deputado Fabrício Gandini




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


Vera

10/01/2024 - 20:52:22

Acho esta medida essencial.Aliás deveria ser obrigação do poder público monitorar, avaliar e divulgar amplamente a qualidade das Águas que as populações utilizam em suas casas e nos balneários.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (27) 9 9265-3511

Copyright (c) 2024 - Jornal Voz do Piraqueaçu - Não para nós, não para nós,Senhor, mas para Sua Glória!
Converse conosco pelo Whatsapp!