noticias67 Seja bem vindo ao nosso site Jornal Voz do Piraqueaçu!

Meio Ambiente

Jiboia chama a atenção de moradores da Praia do Sauê, em Aracruz

O réptil passava pela vegetação na subida do bairro quando foi avistado. Houve uma comoção para que a vida do animal não fosse interrompida.

Publicada em 09/04/23 às 16:42h - 956 visualizações

Jornal Voz do Piraqueaçu


Compartilhe
Compartilhar a noticia Jiboia chama a atenção de moradores da Praia do Sauê, em Aracruz  Compartilhar a noticia Jiboia chama a atenção de moradores da Praia do Sauê, em Aracruz  Compartilhar a noticia Jiboia chama a atenção de moradores da Praia do Sauê, em Aracruz

Link da Notícia:

Jiboia chama a atenção de moradores da Praia do Sauê, em Aracruz
Réptil estava na Praia do Sauê no início da tarde deste domingo  (Foto: Divulgação)

Quem passou pela Praia do Sauê, em Aracruz, no início da tarde deste domingo de Páscoa (9 de abril), pôde acompanhar um passeio nada típico de uma jiboia de aproximadamente seis metros, gerando um espanto geral de quem acompanhava o rastejo dela.


Algumas pessoas demonstraram bastante preocupação por conta do animal estar próximo de uma área em que há várias casas.


Os moradores do bairro acionaram alguns órgãos ambientais e também o Corpo de Bombeiros, que compareceu, mas em menos de cinco minutos, os militares se retiraram do bairro.


O Corpo de Bombeiros informou que é o órgão que pode ser acionado para esses casos, mas disseram que não localizaram o animal quando chegaram ao bairro.


A Polícia Militar foi acionada, mas não foi possível fazer nada. Segundo o capitão Alexandre, do 5º Batalhão da PM, o município de Aracruz não conta com um destacamento da Polícia Ambiental.


“Existe um destacamento em São Mateus e outro em Vitória. Aracruz não conta com uma companhia da Polícia Ambiental”, explicou o militar.


A presidente da Associação de Moradores da Praia do Sauê, Suely Abrantes, demonstrou sua indignação.


“Ligamos para alguns órgãos e não conseguimos que viessem até aqui. A cobra está bem perto das casas e também do asfalto. O Corpo de Bombeiros esteve aqui e mesmo com um mato bem ralo, os militares não entraram para pegar a cobra”, reclamou a líder comunitária.


O ambientalista Gabriel Ruschi explicou que neste domingo não conseguiria ir até o local para capturar o réptil. Segundo ele, essa é uma espécie que costuma aparecer na região.

 





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (27) 9 9265-3511

Copyright (c) 2024 - Jornal Voz do Piraqueaçu - Não para nós, não para nós,Senhor, mas para Sua Glória!
Converse conosco pelo Whatsapp!