noticias362 Seja bem vindo ao nosso site Jornal Voz do Piraqueaçu!

Cidade

Mônica Cordeiro assume vaga de vereador cassado por fraude na cota de gênero

Lula chegou a exercer por dois anos o cargo de presidente da Câmara Municipal de Aracruz, em 2021 e 2022, mas ação proposta na Justiça Eleitoral por presidentes de partido logrou êxito e agora a quarta mulher deve assumir sua vaga na Casa de Leis.

Publicada em 23/04/24 às 16:00h - 259 visualizações

Jornal Voz do Piraqueaçu


Compartilhe
Compartilhar a noticia Mônica Cordeiro assume vaga de vereador cassado por fraude na cota de gênero  Compartilhar a noticia Mônica Cordeiro assume vaga de vereador cassado por fraude na cota de gênero  Compartilhar a noticia Mônica Cordeiro assume vaga de vereador cassado por fraude na cota de gênero

Link da Notícia:

Mônica Cordeiro assume vaga de vereador cassado por fraude na cota de gênero
Mônica Cordeiro aguarda data para tomar posse, mas já foi diplomada  (Foto: Divulgação)

Quarenta meses depois das eleições a justiça será feita à vereadora Mônica Cordeiro, ao seu partido, o Progressistas e aos 508 eleitores que votaram nela no dia 4 de outubro de 2020. Nesta terça-feira (23 de abril) foi realizada a recontagem dos votos que confirmou sua votação.


Uma fraude na cota acabou por dar assento legislativo ao vereador cassado José Gomes dos Santos, Lula (DC), na Casa de Leis.


Para a vereadora Mônica, dois sentimentos tomaram conta dela. Um de alegria por poder assumir a vaga que é dela por direito. Mas um tom de tristeza também tomou conta por seu ex-colega de parlamento, o vereador Lula.


“A justiça é lenta, mas fico lisonjeada por poder assumir a vaga numa histórica presença feminina na Câmara de Aracruz. Agora seremos quatro vereadoras”, salientou.


Além de Mônica Cordeiro, também exercem as funções legislativas as vereadoras Adriana Guimarães (MDB), Etienne Coutinho Musso (Cidadania) e Rhayrane Pedroni (PC do B). Esta última que também assumiu sua vaga por fraude na cota de gênero.


A vereadora Mônica Cordeiro está animada com a possibilidade de voltar à Câmara pela terceira vez. Ela foi vereadora entre os anos de 2013 e 2016 e também na legislatura entre 2017 e 2020.


“Vou trabalhar pelas mulheres. Para que mais mulheres entrem no mercado de trabalho e também entrem na política. As mulheres são mães, esposas, trabalhadoras e são aguerridas. Vejo que as mulheres têm a sensibilidade de lutar pelo próximo e é para elas que vou trabalhar. Vou trabalhar pelas pessoas que não têm voz e vez”, definiu.


Mônica Cordeiro foi diplomada juntamente com os eleitos e suplentes. Para tomar posse, basta o sinal verde do presidente da Câmara, vereador Alexandre Manhães (Mobiliza).

E ela avisa que é pré-candidata a vereadora no pleito de 2024. Mônica Cordeiro tem 50 anos e é mãe de duas filhas: uma de 28 anos que é psicóloga e outra de 24 que é advogada.





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (27) 9 9265-3511

Copyright (c) 2024 - Jornal Voz do Piraqueaçu - Não para nós, não para nós,Senhor, mas para Sua Glória!
Converse conosco pelo Whatsapp!